Nota Pública da ONU Mulheres condena estupros no Castelo do Piauí e se solidariza com as vítimas

Notícias 15 de junho de 2015

Foi publicada na última quarta-feira (10) pela ONU Mulheres Brasil, nota em solidariedade às vítimas do estupro coletivo e feminicídio ocorridos no Castelo do Piauí.

De acordo com o documento, a ONU Mulheres Brasil considera que as adolescentes foram vítimas de violência sexista, acendendo um sério debate acerca da violência de gênero e doméstica, além da falta de políticas de Educação em Direitos Humanos, voltadas a conscientização e esclarecimento da sociedade e das próprias mulheres vítimas no país.

Em nota, a representante da ONU Mulheres Nadine Gasman relembra que em março deste ano o Estado brasileiro assegurou o feminicídio como crime hediondo, por meio da Lei nº 13. 104/2015, sendo o primeiro país-piloto a adaptar o Modelo de Protocolo Latino-americano para a Investigação de Mortes Violentas de Mulheres por Razões de Gênero, elaborado pela ONU Mulheres e pelo Alto Comissariado de Direitos Humanos da ONU.

No texto, afirma-se que cerca de 50.000 (cinquenta mil) estupros e 5.000 (cinco mil) assassinatos de mulheres ocorrem por ano no Brasil, ressaltando a importância do papel da educação e de políticas públicas entre jovens e adultos para a disseminação de valores e práticas que afastem toda e qualquer forma de violência.

Confira a nota na íntegra: http://nacoesunidas.org/nota-publica-da-onu-mulheres-sobre-estupro-coletivo-e-feminicidio-em-castelo-do-piaui/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *