IDDH

educardh

Quem Somos

O Instituto de Desenvolvimento e Direitos Humanos – IDDH – é uma organização não-governamental, sem fins lucrativos, criada em 2004 no Brasil, buscando ampliar o número de educadorxs e defensorxs de direitos humanos.

O IDDH possui status consultivo junto à ONU e é membro do Grupo de trabalho de ONGs para a Educação em Direitos Humanos das Nações Unidas.

Por uma educação para a cidadania e direitos humanos!

Para o IDDH, uma Educação para a Cidadania deve incluir características da educação para uma cidadania global, da educação em direitos humanos, da educação para a paz, da educação intercultural, da educação ativa, dentre outras formas de educação participativa e emancipatória.

De acordo com documentos nacionais e internacionais de direitos humanos, o direito humano à educação deve contemplar não apenas o acesso de todos/as à educação, mas também visa uma educação que promova o desenvolvimento humano. Ou seja, é necessário que se garanta conhecimento, mas também instrumentos e ferramentas para o uso ético, responsável e sustentável deste conhecimento no mundo.

Uma Educação para a Cidadania deve existir tanto na educação formal como não formal, ou seja, nas escolas do ensino básico até superior, nas ruas, nos movimentos sociais, nos meios de comunicação, nas empresas, nas instituições de justiça e segurança e para todos os funcionários públicos de um país. Com isso, é uma educação voltada para crianças, adolescentes e adultos, através de intervenções curriculares e extracurriculares, por vias convencionais e não convencionais.

A ideia principal é ter mais cidadãs/os que assumam papéis ativos na construção de um mundo mais igualitário, justo, pacífico e sustentável, tanto em suas vidas pessoais como na sociedade que vivem. As principais competências de uma Educação para a Cidadania são:

Missão

Promover a Educação para a cidadania como meio de diminuir desigualdades e fortalecer a democracia no Brasil.

Propósito

Promover uma educação para cidadania no Brasil.

O que queremos

Uma sociedade igualitária, pacífica, justa e sustentável para todas as pessoas no Brasil.

construção

construção A construção de uma identidade coletiva (local, regional e global) que transcenda diferenças individuais, culturais, religiosas, éticas, dentre outras.

conhecimentos

Conhecimento profundo de valores universais como justiça, paz, respeito, sustentabilidade e dignidade.

habilidades

Habilidades cognitivas para pensar de forma crítica, sistêmica e criativa.

cognitivas

Habilidades não cognitivas, incluindo habilidades sociais, como empatia e resolução de conflitos e habilidades de comunicação e interação social e cultural.

capacidades

Capacidades comportamentais para agir de forma colaborativa, social e ambientalmente sustentável e responsável.

IDDH 15 anos

Após 15 anos sempre buscando melhorar sua atuação em formação e incidência em direitos humanos, tanto em âmbito nacional como internacional, o IDDH se reinventou e aperfeiçoou suas práticas.

Para isso, ampliou suas atividades também para o mundo virtual, construindo plataformas participativas e dinâmicas a fim de melhor disseminar sua atuação para todas as regiões do Brasil.

Nos próximos cinco anos (2020-2025), o IDDH tem como principal objetivo aumentar o número de defensoras/es e educadoras/es em direitos humanos em todas as regiões do Brasil, por isso, desejamos:

a) Ampliar a rede de articulação para o advocacy nacional e internacional em direitos humanos: acreditamos que uma democracia é sustentada por uma sociedade civil bem informada e formada, que conhece seus direitos e tem ferramentas para defendê-los para si e/ou para os outros de forma coletiva e articulada.

b) Ampliar espaços de formação em direitos humanos e justiça social para jovens universitários: buscamos formar mais educadores/as e educandos/as mais sensíveis e conscientes de seu papel como agentes de transformação social. Educar em Direitos Humanos jovens lideranças é o foco da 4ª fase do plano de ação do Programa Mundial de Educação em Direitos Humanos da ONU.

Equipe

Seja a mudança que você quer ver no mundo.

Mahatma Gandhi

A equipe do IDDH é formada por um grupo multidisciplinar de pessoas motivadas, engajadas e que acreditam que seu trabalho faz a diferença no mundo:

partner

Fernanda Brandão Lapa

Coordenadora Executiva

Co-Fundadora do IDDH, Fernanda é advogada e mestre em Direito pela UFSC. Como educadora em direitos humanos e justiça social há mais de 15 anos, tanto no IDDH como em universidades, doutorou-se em Educação pela PUC/SP com a primeira tese acadêmica sobre clínicas jurídicas no Brasil e realizou seu pós-doutoramento como professora visitante da Clínica Internacional de Direitos Humanos na Université du Québec à Montréal, no Canadá. Atualmente, preside a Comissão de Educação Jurídica da OAB, subseção de Joinville/SC, e coordena a clínica de direitos humanos e o comitê de educação em direitos humanos da UNIVILLE.

partner

Suiany Zimermann Bail

Assessora de Projetos

Advogada. Graduada em Direito pela Universidade da Região de Joinville – UNIVILLE (2018). Em 2017, integrou a Clínica de Direitos Humanos da UNIVILLE, na qual também foi bolsista em projeto de pesquisa com aldeias Mbyá-Guarani da região norte do estado de Santa Catarina naquele mesmo ano. Desde então, atua como voluntária em projetos de pesquisa da UNIVILLE com estas comunidades. Nos últimos três anos, tem contribuído com pesquisas para o Observatorio del Derecho a la Alimentación en América Latina y el Caribe (ODA-ALC). É membra da Comissão de Educação Jurídica da OAB, subseção de Joinville/SC. s

partner

Jonathan Francisco

Assessor de Projetos

Advogado. Graduado em Direito pela Universidade da Região de Joinville – UNIVILLE (2018). Integrou a Clínica de Direitos Humanos da UNIVILLE entre 2014 e 2018. É membro do Conselho de Apoio e Pesquisa da Revista Eletrônica da OAB Joinville.

partner

Patricia Vieira Coelho

Assistente Administrativa

Pós-Graduanda em Gestão Financeira no Centro Universitário Internacional (UNINTER). Tecnóloga em Processos Gerenciais pela Sociedade Educacional de Santa Catarina (Sociesc). Técnica em Informática com foco em Sistemas de Informação pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).

partner

Tainá Vital

Assessora da Plataforma

Comunicóloga formada pela Universidade Federal do Rio de Janeiro e Doutoranda e Mestra em Educação pela linha de educação e comunicação da Universidade Federal de Santa Catarina. Produtora de conteúdo audiovisual e educativo para multiplataformas, educadora e pesquisadora. No IDDH, atua na Plataforma EducarDH como designer instrucional, produtora de conteúdo e tutora dos cursos. Tem experiência no desenvolvimento de cursos à distância e como facilitadora de cursos livres ligados à linguagem audiovisual, direitos humanos ou de ferramentas digitais livres.

partner

Eduardo Sandrini Torres

Estagiário

Graduando em Direito pela Universidade da Região de Joinville (UNIVILLE). Integrante da Clínica de Direitos Humanos da UNIVILLE desde 07/2020.

partner

Letícia Licetti Alves

Estagiária

Graduanda em Direito pela Universidade da Região de Joinville (UNIVILLE). Integrante da Clínica de Direitos Humanos da UNIVILLE desde 02/2020.

partner

Jéssica M. Fischer

Voluntária

Advogada. Graduada em Direito pela UniSociesc (2016) e pós-graduanda em Direito Constitucional pela Academia Brasileira de Direito Constitucional (2020). Entusiasta da área de Educação, atua também como professora voluntária e mentora de projetos nos programas de Formação de Valores e projeto Think Tank, ambos desenvolvido pela Associação Projeto Resgate.