Você acredita que a educação pode transformar a sociedade em que vivemos?

Quero apoiar
 

Nota de repúdio à declaração de Bolsonaro sobre ativismo no Brasil e Manifesto #AtivismoSim

Notícias 23 de outubro de 2018

Por intermédio de uma Nota de repúdio, aproximadamente 3 mil organizações não-governamentais, coletivos e movimentos sociais nacionais e internacionais repudiaram a afirmação do candidato Jair Bolsonaro, de que, se eleito, vai “botar um ponto final em todos os ativismos no Brasil”. O pronunciamento foi feito no domingo (07/10), após a divulgação dos resultados do primeiro turno das eleições.

Clique aqui para acessar a Nota de repúdio à declaração de Bolsonaro sobre ativismo no Brasil.

No manifesto, as entidades signatárias afirmam que a fala do candidato afronta a Constituição Federal, que garante os direitos de associação e assembleia. “Trata-se de uma ameaça inaceitável à nossa liberdade de atuação. Não será apenas a vida de milhões de cidadãos e cidadãs ativistas e o trabalho de 820 mil organizações que serão afetados. Será a própria democracia brasileira. E não há democracia sem defesa de direitos.”

“Organizações e movimentos são atores estratégicos na contribuição para a formulação de políticas públicas, na elaboração de leis importantes para o país”, afirma o documento ao citar leis conquistadas por meio de pressão de organizações ativistas, como as que criminalizam o racismo e a violência contra a mulher. E conclui: “calar a sociedade civil, como anuncia Jair Bolsonaro, é prática recorrente em regimes autoritários. Não podemos aceitar que passe a ser no Brasil.”

Após outra declaração do candidato nesse sentido, no último domingo (21/10), a sociedade civil criou o manifesto #AtivismoSim – uma campanha para convocar a população brasileira a se posicionar em defesa do trabalho do terceiro setor, pois ativismo é fazer o bem. 

​Se você quer fazer parte desse movimento, acesse ativismosim.org e assine o manifesto #AtivismoSIM

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *