IDDH

educardh
RPU

Futebol no Acampamento dos “Sem–Terra”, de Alberto Lacet

“Futebol no Acampamento dos ‘Sem–Terra”’ é o título da obra que estampa a capa do relatório “Crianças e adolescentes e trabalho digno”.

Produzida com grafite e óleo sobre tela, a criação de Alberto Lacet é de 2001, período em que os movimentos sociais expandiram sua atuação de enfrentamento ao aumento da pobreza. Na obra, o artista foca no drama das famílias arroladas nestes acampamentos de ocupação, sobretudo na situação das crianças privadas de educação regular.

Alberto tem 61 anos e mora em João Pessoa, na Paraíba. Começou a desenhar aos 4 anos e, aos 19, abandonou o curso de engenharia para se dedicar à pintura. Tem obras expostas nos acervos do Museu de Arte de São Paulo Assis Chateaubriand (MASP), Casa do Brasil na Espanha (Madrid), e Museu da cidade de Ovar (Portugal).

Seu trabalho mescla técnicas de desenho, pintura, ilustração, abstrato, figurativo e contemporâneo. Seu portfólio está disponível aqui e no Instagram.

Olhares do Brasil

Promovido pelo Instituto de Desenvolvimento e Direitos Humanos (IDDH), o edital Olhares do Brasil selecionou 10 obras de artistas brasileiros/as para ilustrar as capas de relatórios sobre direitos humanos no país, que serão apresentados em Sessão do Conselho de Direitos Humanos da ONU, em 2022.

Sob a coordenação do IDDH, os documentos foram elaborados pelo Coletivo RPU Brasil — coalizão que reúne mais de 30 organizações/redes que monitoram os direitos humanos no país através de um mecanismo da ONU chamado Revisão Periódica Universal (RPU).

Dentre os assuntos trabalhados nos relatórios estão: saúde sexual e reprodutiva, orientação sexual e identidade de gênero, discriminação contra as mulheres, violência contra as mulheres, liberdade religiosa, povos indígenas, meio ambiente e mais.