Você acredita que a educação pode transformar a sociedade em que vivemos?

Quero apoiar
 

Oficina de Direitos Humanos em Treze Tílias/SC

Projetos

Nos dias 04 e 05 de abril, o IDDH realizou a quinta oficina do projeto Falando seus Direitos na cidade de Treze Tílias, com apoio da Câmara Mirim, projeto realizado pela Câmara de Vereadores, e do Conselho Municipal de Direitos de Crianças e Adolescentes (CMDCA) do município.

Com o objetivo de promover o empoderamento de adolescentes em diferentes municípios de Santa Catarina, além de impulsionar a elaboração do Plano Decenal de Direitos Humanos de Crianças e Adolescentes, o projeto fez sua primeira oficina em Criciúma, na região sul do Estado, depois esteve em Biguaçu, na região da capital, em Joinville, no norte catarinense, em Blumenau, na região do Vale do Itajaí e agora chegou na região oeste.

A partir das dinâmicas realizadas, buscamos refletir sobre a efetivação dos direitos das crianças e adolescentes no município, diagnosticando situações de vulnerabilidades e especialmente ouvindo os/as adolescentes sobre o que esperam quanto às políticas públicas. Por fim, cada vereador/a mirim elaborou uma proposta de política pública que deseja ver realizada na sua cidade.

As propostas elaboradas pelas/os vereadoras/es na oficina em Treze Tílias pautaram diversos temas, como o direito ao esporte e ao lazer, direito ambiental, direito à educação inclusiva direito à igualdade. As propostas denotam a consciência política das/os vereadoras/es mirins voltada à comunidade, para além da esfera individual.

Em 2016, por meio de Comissão Intersetorial para Discussão e Elaboração do Plano Decenal de direitos Humanos de Crianças e Adolescentes, o município de Treze Tílias elaborou seu Plano Decenal, com a participação das/os vereadoras/es mirins, aprovado no mesmo ano.

Além do apoio das servidoras da Câmara Municipal, sras. Raquel e Valéria, houve também a presença do CMDCA de Treze Tílias na oficina, representado por seu Presidente, Sr. Humberto José Michielin e pela assistente social Andréa Freiberger.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *