Curso de Advocacy

Notícias 18 de junho de 2019

Nos dias 12 e 13 de junho o IDDH participou, em Brasília, curso sobre advocacy e políticas públicas , promovido pelo Grupo de Trabalho da Sociedade Civil para a Agenda 2030 (GT Agenda 2030) e organizado pela ACT promoção da saúde.

O treinamento foi direcionado a membros do GT e organizações das regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste que trabalhem com a questão de gênero.

Teve como objetivo capacitar as/os participantes e incentivá-las/os à troca de experiências. Além disso, contou com uma atividade prática, na qual as/os participantes foram ao Congresso Nacional praticar advocacy.

Advocacy é um termo em inglês, ainda sem tradução para o português, que engloba ações de pessoas ou grupos em defesa de uma causa. Tem como objetivo influir na formulação e implementação de políticas públicas, pressionando autoridades, formuladores de agenda e tomadores de decisão para discussão e adoção das medidas necessárias para sanar ou atenuar problemas e necessidades existentes na sociedade.

Sobre a Agenda 2030 – A Agenda 2030 de Desenvolvimento Sustentável é um plano de ação para as pessoas, para o planeta e para a prosperidade, adotado em 2015 por 193 países-membros da Organização das Nações Unidas (ONU), incluindo o Brasil. Possui 17 metas globais para fortalecer a paz universal e alcançar três objetivos extraordinários: 1) Erradicar a pobreza extrema; 2) Combater a desigualdade e a injustiça; e 3) Conter as mudanças climáticas.

Sobre o GT Agenda 2030 – O GT Agenda 2030 é uma coalizão formada por mais de 40 organizações não governamentais, movimentos sociais, fóruns e fundações brasileiras que atuam no seguimento da implementação e monitoramento da Agenda 2030. O grupo incide sobre o Estado brasileiro e as organizações multilaterais, promovendo o desenvolvimento sustentável, o combate às desigualdades e às injustiças e o fortalecimento de direitos universais, indivisíveis e interdependentes, com base no pleno envolvimento da sociedade civil em todos os espaços de tomada de decisão.

Informações: ACT –http://actbr.org.br/advocacy

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *