Você acredita que a educação pode transformar a sociedade em que vivemos?

Quero apoiar
 

A Constituição da República Federativa do Brasil assegura a participação social em vários âmbitos da atuação do Estado. De forma geral, determina que os espaços públicos sejam lugares de debate, de exercício da cidadania, sem preconceitos e discriminações, com valorização da diversidade. Afinal, a participação ativa da sociedade na gestão da coisa pública é elemento essencial de um país democrático. Nesse sentido, as reivindicações da sociedade civil, composta por setores heterogêneos, de múltiplas origens, posições e anseios, podem representar o interesse público.

Em Estados democráticos de direito, como o Brasil, as políticas públicas são um conjunto de metas e ações definidas pelos governantes, baseados em seus programas de governo, em busca do bem-estar da sociedade.

Esse conjunto de ações devem ser pensado e executado de modo a atender as necessidades do município, estado ou país. Infelizmente, nem sempre as políticas públicas, em formulação ou execução, atendem aos anseios e necessidades sociais.

Portanto, a participação da sociedade nestes processos é de grande importância.

Por estas razões, o IDDH busca ampliar a participação da sociedade civil, nas esferas nacional e internacional, na construção de políticas públicas na área da educação e dos direitos humanos. Para isso, produz materiais e dissemina informações para garantir uma melhor transparência e acesso à informação, assim como para garantir que haja mais espaços de diálogo entre a sociedade civil e os governos, de modo que as ações governamentais e os anseios sociais estejam em consonância, aumentando as possibilidades de participação social e monitoramento em âmbito nacional e internacional.




Publicações relacionadas: